cover

Este é um bom álbum, eu não digo isto muitas vezes! Musicalmente é “ohh tao bom!!” sendo um hiphop cheio de jazz e soul…e jazz!

Vi algures numa review a caracterizar as obras de Bob Da Rage Sense como sendo “conscious Hip Hop”, o que é verdade, realmente este é o género que melhor caracteriza esta obra porque na maioria das músicas há sempre uma mensagem muito concreta e uma critica aguçada tanto à politica como ao estado das coisas, mas fez-me pensar nisso… é que para haver esse tal conscious hiphop, é porque houve uma necessidade de o destacar de outros generos de hiphop que não têm esta particularidade…(veio à cabeça uma colectânea de imagens cheias de bling e dentes com diamantes) …e isso faz-me concluir que, não gosto de unconscious hiphop! (e ohh se ele há por aí!)

Ah, e vendo bem, tecnicamente não existe unconscious hiphop. A natureza do hiphop é sempre a de criticar 0 ambiente que rodeia o artista. Crítica implica consciência…vai daí…pimbas! Infelizmente…é difícil passar um dia sem ouvir o outro “hiphop” aquele que certamente foi feito por alguém que acabou de ter uma embolia e que naturalmente se encontra inconsciente. Vidas…

—Este texto foi escrito com total desrespeito pelo acordo ortográfico em vigor…Hah!—